Pedro Abrunhosa — Um Mágico No Peito lyrics

Um dia tudo acaba
Sem perceberes porqu,
Num acorde de guitarra
Vs o mundo
Mas ningum te V.
As sombras
Que falam,
Te ouvem
E dizem:
Eu sou a noite.

Ento sentes o frio
Duma qualquer cidade aberta,
Sabes que as ruas esto contigo,
S o teu corpo est em parte incerta.
O vento
Que gritas,
Mais alto
Que o nome,
Que o medo de ti...

Desenhos,
Desejos,
Nos lbios,
No sangue
Duma parede qualquer.

E sobre a mesa um mar fechado,
Uma aguarela feita de luz,
Um passado nunca acabado,
E um beijo que algum deps.
Palavras,
Tradas,
Que fogem
E dizem:
No me deixes nunca.

Aqui o tempo no tempo,
s um cho que ningum pisou,
Trazes um louco no pensamento
E um Vero que se eternizou..
Estradas
Que soltas
Dos olhos,
Dos mundos
Que trazes em ti...

Desenhos,
Desejos,
Nos lbios,
No sangue
Duma parede qualquer.

H um mgico
Que no cabe nas tuas mos,
Tr-lo no peito
Com a fora do trovo.
E cada passo
mais distante do que o que vs,
Talvez bastante,
Talvez discreto
Para mostrar quem tu S.

Mgico
[ Lyrics from: http://www.lyricsty.com/pedro-abrunhosa-um-mgico-no-peito-lyrics.html ]